Receba nossa newsletter:

Notícias

04/05/2017

Lições financeiras para as mães "solo"

Amor de mãe não falta, e com estas dicas, você conseguirá evitar ou reduzir a falta de verba para despesas familiares.
A presença de um filho é motivo de muita alegria em casa. No entanto, dar uma boa criação é desafio e tanto – para quem é mãe “solo”, essa realidade pode ser ainda mais complexa.
Os contextos podem ser variados: mãe solteira porque o pai não assumiu a criança, guarda compartilhada entre os pais, por opção ou mesmo por viuvez. Cada situação tem suas peculiaridades, mas uma coisa é certa: todas elas têm muito a ensinar. Afinal, o processo de formação de uma criança traz um aprendizado enorme.
Suporte financeiro para a criação
Para mães que não podem contar com a presença de alguém para dividir a responsabilidade da criação, é necessário muita solidez para pensar no futuro da criança. O ideal é fazer um investimento de longo prazo, de renda fixa, focado no custeio de despesas maiores, como educação.
Por que a recomendação pela renda fixa? Esse tipo de investimento é mais conservador em termos de rentabilidade, no entanto, as aplicações de renda fixa são menos arriscadas. Se você aplica as suas economias em ações da bolsa ou outros ativos de renda variável, têm as mesmas chances de ter ganhos significativos ou perdas gigantescas. Se o foco é garantir a educação da criança no futuro, é melhor não arriscar tanto.
Reforce o fundo de emergências
O investimento para longo prazo deve ser focado em objetivos maiores, por isso, é necessário ter outra reserva: o fundo de emergências. De um modo geral, a criação deste fundo é importante para dar respaldo para lidar com imprevistos – como desemprego ou gastos com saúde.
Evite dívidas
Embora saibamos que somos estimulados a consumir o tempo inteiro, há como viver de forma mais modesta, sem passar sufocos! Em um primeiro momento, as pessoas podem assimilar a informação como um sacrifício, uma vida de renúncias, assim como acontece quando estamos de dieta. Não é bem assim!
Pense bem, quantas vezes você acaba caindo na conversa de vendedores ou nas tarjas de promoção e acaba levando para casa uma roupa que nunca tira do armário? Pior ainda, com certeza é difícil lembrar de uma compra dessas que tenha sido feita à vista, correto? Nessas horas, o cartão de crédito é o primeiro a ser lembrado.
É exatamente disso que estamos falando. Viva de acordo com as suas necessidades. Com uma vida mais equilibrada quanto ao consumo, sobra mais dinheiro para o que é duradouro!

Obs.: É IMPORTANTE reforçar que seu filho tem direito a pensão alimentícia. Se ele ainda não tem esse direito assistido, vale a pena se informar a respeito.
 
A Economiza tem mais dicas para cuidar bem das suas finanças pessoais. Siga-nos no Facebook e acompanhe as novidades!

Mais notícias

Atendimento

Segunda à sexta: 08h30 as 18h Sábado: horário marcado

Blumenau

Rua Goiás, 386, Garcia, Próx. à Souza Cruz
WhatsApp: 47 9 8438 3552
47 3037 7929

Itajaí

Rua Cônego Thomaz Fontes, 182, Próx. Shopping
WhatsApp: 47 9 8434-1134
47 3348 3565

Joinville

Rua 3 de Maio, 150, Próx. ao Museu da Imigração
WhatsApp: 47 9 8434 1131
47 3025 6969

Rio do Sul

Rua XV de Novembro, 303, Galeria do Cinema
WhatsApp: 47 9 8484 9294
47 3522 1010
LiveZilla Live Help